Roteiros de Puericultura por Faixa Etária

CONSULTA DO 1º MÊS

Crescimento

Peso

Pesar e registrar no gráfico verificando o percentil/escore Z encontrado (ver Gráficos). Ganho médio de 700 g em relação ao peso de nascimento.

 

Estatura

Medir e registrar no gráfico verificando o percentil/escore Z encontrado (ver Gráficos). Ganho médio de 3 cm em relação à estatura de nascimento.

 

Perímetro Cefálico

Medir e registrar no gráfico verificando o percentil/escore Z encontrado (ver Gráficos). Ganho médio de 2 cm em relação ao PC do nascimento.

 

Fontanelas

Bregmática (anterior) deve estar aberta, plana e normotensa. A Lambdóide (posterior) pode estar eventualmente aberta ao nascimento.

 

(mais detalhes em Crescimento e Avaliação nutricional)

 

Alimentação

 

- Leite Materno exclusivo:  Essa é a opção preferencial e deve ser sempre estimulada pelo (a) Pediatra. Orientar manter o aleitamento materno exclusivo em livre demanda até o 6º mês de vida, sendo desnecessário oferecer chás caseiros, água ou outro alimento.

 

- Aleitamento Artificial: Caso não seja mesmo possível o aleitamento materno, orientar mamadeira de 3 em 3 horas aproximadamente 90 ml cada. Lembrar que, nesses casos, deve-se oferecer água nos intervalos das mamadas.

  • Alternativas:

  • Fórmula Infantil ‘de partida’: Essa é a melhor opção para o aleitamento artificial. Produtos: Nan-1, Nestogeno-1, Aptamil-1, Milupa-1, Enfamil-1, estes na diluição 1:30 (1 medida da lata para cada 30 ml da água); ou Similac 1 na diluição 1:60 (1 medida da lata para cada 60 ml da água).

  • Leite de vaca: não é um alimento ideal para um bebê até os 12 a 24 meses. Mas quando essa for de fato a única opção, só nos resta orientar como preparar mamadeiras com leite de vaca.

  • - Leite de vaca integral in natura: Diluído a 2/3 (duas partes de leite e uma parte de água fervida morna). Adicionar óleo vegetal a 3% (1 colher das de chá para cada 100 ml de leite). Recomenda-se não acrescentar amido ou açúcar. 

  • - Leite de vaca integral em pó: Diluir em água a 10% (10 g do leite em pó para cada 100 ml de água fervida morna). Adicionar óleo vegetal a 3% (1 colher das de chá para cada 100 ml de leite). Recomenda-se não acrescentar amido ou açúcar.

 

(mais detalhes em Alimentação Infantil)

Sono

Variável de acordo com cada criança, mas o recém-nascido pode dormir tranquilamente de 16 a 20 horas por dia.  Se o sono for intranquilo, deve-se verificar possíveis causas, como fome, higiene, dor, frio, calor...

 

Diurese

A urina é clara (não mancha as fraldas) e, o número é variável (perguntar número de troca das fraldas).

 

Evacuações

Nos primeiros dois dias após o nascimento, a criança elimina mecônio pelo ânus (eliminação pastosa verde escura). A seguir, as eliminações são chamadas de “fezes de transição” (amolecidas, esverdeadas), ficando posteriormente amareladas. Lembrar que o número de evacuações é variável e pode ocorrer a “obstipação fisiológica” do leite materno, podendo durar até 7 dias.

 

 

Desenvolvimento Neuropsicomotor

  • Reflexos arcaicos (de Moro, reflexo da marcha, preensão palmar e plantar, reflexo de sucção vigoroso...)

  • Postura: decúbito dorsal com flexão dos quatro membros.

  • Olha para a face da pessoa que a observa; fixa o olhar. Segue objetos com os olhos até a linha média.

  • Quando colocada de bruços (prono), eleva a cabeça momentaneamente

  • Aquieta-se com a voz

  • Mantém as mãos fechadas

 

(mais detalhes em Desenvolvimento Neuropsicomotor)

Imunização  (PNI do Ministério da Saúde)

 

Verificar se já tomou a primeira dose da vacina contra Hepatite B e a BCG ao nascer. Verificar reação local da BCG.

 

(mais detalhes em Vacinação)

 

Exposição ao sol

 

Iniciar com 5 minutos/dia a partir do 20 º dia de vida, não ultrapassando 10 minutos de exposição; orientando horário adequado (preferencialmente antes das 9 horas)

 

Coto Umbilical

 

Verificar a queda do coto umbilical e avaliar a cicatrização

 

Teste do pezinho

 

Verificar se o mesmo foi realizado. Lembrar que o ideal é realizar a coleta antes de 30 dias de vida.

Prevenção de acidentes nessa idade

  1. Não permitir que ninguém fume perto do bebê. Além do dano ao sistema respiratório, existe o risco de queimaduras.

  2. Não coloque cordão na chupeta.

  3. Não utilizar alfinetes.

  4. Verifique a temperatura da água para o banho do bebê.

  5. Não deixar o bebê só na banheira.

  6. Não deixar a criança em lugares onde possa cair.

  7. Não usar talco. 

  8. Não deixe que uma criança segure o bebê no colo sem a supervisão de um adulto.

  9. Cuidado com o fio do telefone: pode asfixiar o bebê.

  10. Usar colchão firme e cobertas leves, evitar sufocamento.

  11. No carro, a criança deve viajar no bebê conforto, adequadamente fixado com cinto de segurança e posicionado na parte central do banco traseiro e de costas para o pára-brisa.

 

(mais detalhes em Prevenção de Acidentes)