Vacina Contra Dengue

Apresentação
Cartucho contendo 1 frasco-ampola com pó liofilizado + 1 seringa com 0,5mL de diluente

Composição
Após a reconstituição, uma dose (0,5mL) contém:
Vírus quimérico atenuado de febre amarela / dengue sorotipos 1, 2, 3 e 4, reproduzidos em células Vero. Cada um dos quatro sorotipos do vírus da dengue contidos na vacina foi obtido separadamente por tecnologia de DNA recombinante, combinando o vírus atenuado da vacina febre amarela (17D204) e os quatro sorotipos dos vírus selvagens da dengue.

Excipientes: Não são adicionados adjuvantes ou conservantes.
O liofilizado contém aminoácidos essenciais, incluindo fenilalanina, aminoácidos não essenciais, cloridrato de arginina,
sacarose, trealose di-hidratada, sorbitol, trometamol e ureia.
O diluente para reconstituição é constituído por cloreto de sódio e água para injeções.


Indicação
A vacina  contra dengue  1, 2,  3  e  4  (recombinante  e  atenuada) é indicada para a prevenção da dengue causada pelos sorotipos 1, 2, 3 e 4 do vírus da dengue em indivíduos dos 9 aos 45 anos de idade que já tiveram infecção prévia pelo vírus da dengue (soropositivos).

Eficácia

A eficácia considerada para a dengue (sem considerar o sorotipo do vírus) é em média 65%. Mas varia conforme o sorotipo: para o sorotipo 1 é 58%, para o sorotipo 2 é 47%, para o sorotipo 3 é 73% e para o sorotipo 4 é 83%.

 

Contraindicações

  • Soronegativos

  • História  de  reação  alérgica grave a qualquer  componente  da vacina

  • Deficiência imunológica congênita ou  adquirida

  • Gestantes

  • Nutrizes

Notas:

  • A vacina deve ser adiada nos indivíduos que apresentem doença aguda ou doença febril moderada a grave.

  • A  vacinação  pode  não  proteger  100%  dos indivíduos vacinados.

  • Recomenda-se continuar as medidas de proteção contra as picadas do mosquito após a vacinação

  • A vacina não deve ser administrada simultaneamente com outras vacinas do calendário.

Esquema, dose e aplicação

  • O  esquema  de  vacinação  primária  consiste  de  3  doses reconstituídas (0,5 mL) a serem administradas com intervalos de seis meses entre as doses, na faixa etária de 9 a 45 anos.

  • A  necessidade  de  dose de  reforço  após  a  imunização  primária  ainda  não  foi estabelecida.
  • O volume da vacina a ser administrado é de 0,5 mL, por via subcutânea.

Eventos adversos


Reações muito comuns: (> 10%):

Cefaléia, mialgia, mal-estar, astenia, febre. Dor no local da injeção.

Reações comuns: (1 a 10%):

Eritema, edema e prurido no local da injeção.

Reações incomuns (< 1%):

Linfadenopatia, tontura, enxaqueca, náuseas, urticária, artralgia, sintomas semelhante a resfriado comum.

Alguns aspectos epidemiológicos da Dengue
Agente Etiológico
 
Modo de Transmissão
 
Período de Incubação
...
Transmissibilidade
Imunidade
Vírus da Dengue – Arbovírus da família Flaviviridae, gênero Flavivírus com quatro tipos imunológicos: DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4.
 
Picada de mosquito do gênero Aedes, principalmente o Aedes aegypti.
 
Varia de 3 a 14 dias, mas na maioria das vezes é de 4 a 7 dias
 
Após a contaminação do mosquito com o vírus, sua transmissão ao ser humano já é possível após cerca de 8 a 10 dias
 
A infecção por um sorotipo produz imunidade vitalícia para este determinado tipo, mas a proteção é apenas de curto prazo contra os outros três tipos