Vacinas Contra Streptococcus pneumoniae (pneumococo)

Composição


Pneumocócica conjugada 10 valente: Suspensão injetável, preparada a partir de polissacarídeos capsulares bacterianos purificados de dez sorotipos de Streptococcus pneumoniae, sendo os sorotipos 1, 4, 5, 6B, 7F, 9V, 14, 23F conjugados com a proteína D do Haemophilus influenzae b, o sorotipo 18C conjugado com toxoide tetânico e o sorotipo 19F conjugado com toxoide diftérico. Contém excipiente cloreto de sódio, fosfato de alumínio e água para injeção.

Pneumocócica conjugada 13 valente: A vacina é composta de 13 sacarídeos dos antígenos capsulares do Streptococcus pneumoniae, conjugados individualmente com uma variante proteica carreadora, não tóxica da toxina diftérica (CRM197). A vacina não contém timerosal nem outros conservantes. Contém polissorbato 80 e fosfato de alumínio como adjuvante. Cada dose de 0,5 mL é formulada para conter 2,2 μg de sacarídeo por sorotipos 1, 3, 4, 5, 6A, 7F, 9V, 14, 18C, 19A, 19F e 23F, e 4,4 μg de sacarídeo para o sorotipo 6B, conjugados à proteína transportadora CRM197.

Pneumocócica polissacarídica 23 valente: Polissacarídeos purificados  de  Streptococcus  pneumoniae  0,025  mg  de  cada  um  dos  seguintes sorotipos: 1, 2, 3, 4, 5, 6B, 7F, 8, 9N, 9V, 10A, 11A, 12F, 14, 15B, 17F, 18C, 19A, 19F, 20, 22F, 23F, 33F. Fenol (conservante) Solução tampão isotônica q.s.p. 0,5 mL

Apresentação

Existem três vacinas pneumocócicas distintas:

  • Vacina Pneumocócica Conjugada 10 valente apresentada em  cartucho  com  1  estojo  contendo  1  seringa  preenchida  com  dose  única  de  0,5  mL  e  1  agulha.

  • Vacina Pneumocócica Conjugada 13 valente apresentada em cartucho  com  1  estojo  contendo  1  seringa  preenchida  com  dose  única  de  0,5  mL  e  1  agulha.

  • Vacina Pneumocócica Polissacarídica 23-valente apresentada em cartucho com uma seringa contendo uma dose de 0,5 mL.  

Indicação

Pneumocócica 10 valente conjugada é indicada para prevenir contra infecções invasivas (sepse, meningite, pneumonia e bacteremia) e otite média aguda (OMA) causadas pelos 10 sorotipos de Streptococus pneumonia, contidos na vacina, em crianças menores de 2 anos de idade.

Pneumocócica 13-valente conjugada  é   indicada   para   proteção   de   crianças entre 6 semanas e 6 anos de idade inicompletos, contra os tipos sorológicos (1, 3, 4, 5, 6A, 6B, 7F, 9V, 14, 18C, 19A, 19F e 23F) da bactéria Streptococcus pneumoniae, causadora de  doenças  pneumocócicas,  como  meningite ,  sepse,  bacteremia,  pneumonia   e  otite média

Pneumocócia polissacarídica 23 valente é indicada para imunizar crianças (a partir de 2 anos de idade) e adultos que apresentem condições clínicas especiais que determinam maior risco de infecção invasiva pelo pneumococo. Também indicada para imunizar pessoas com 60 anos de idade ou mais, residentes em instituições fechadas como casas geriátricas, hospitais e casas de repouso.

Contraindicações

Somente as contraindicações gerais, anafilaxia prévia a qualquer componente da vacina contraindica o seu uso.

Esquema, dose e aplicação

O volume a ser administrado é de 0,5 mL por via intramuscular profunda (para qualquer uma das vacinas pneumocócicas).

10 valente conjugada: É administrada na rede pública (PNI) no seguinte esquema: No primeiro ano de vida, são 2 (duas) doses aos 2 (dois) e 4 (quatro) meses de idade, com intervalo de 60 dias entre as doses, mínimo de 30 dias. Aos 12 meses de idade é administrado  1 (um) reforço (pode ser administrado até os 4 anos 11 meses e 29 dias). Crianças entre 12 meses e 4 anos 11 meses e 29 dias de idade sem comprovação vacinal, devem receber uma única dose.

13 valente conjugada: esquema de três doses durante o 1° ano de vida, aos 2, aos 4 e aos 6 meses de idade. Deve ser realizada uma quarta dose entre 12 e 15 meses de idade (no mínimo, dois meses após a terceira dose). Crianças entre 12 e 23 meses ainda não vacinadas, recebem duas doses sem necessidade de reforço e maiores de 24 meses até 5 anos de idade, uma única dose.

23 valente polissacarídica: A vacina é aplicada em dose única a partir de dois anos de idade, com apenas um reforço cinco anos após a dose inicial. Não se recomenda aplicar mais de duas doses no total. Respeitar intervalo de oito semanas, após uso anterior das demais vacinas pneumocócicas PnC10 ou PnC13.

Eventos Adversos

Conjugadas 10 valente e 13 valente

  • Manifestações locais

    • Dor, rubor, edema e enduração no local da injeção são muito comuns com esta vacina. O rubor é o mais frequente, sendo observado em 38,3% dos casos depois da vacinação primária.

  • Manifestações gerais

    • Irritabilidade é a manifestação sistêmica mais comum (52,3% dos casos). Perda de apetite, sonolência e febre também são descritas. Choro intenso é um evento raramente observado. Essas manifestações são leves e transitórias, desaparecendo em curto período de tempo.

    • Há relatos raros de fenômenos convulsivos em vigência de febre após a administração desta vacina e ainda mais raramente podem ocorrer convulsões sem febre, contudo a frequência deste sintoma não é diferente da encontrada na população geral.

    • Episódio hipotônico-hiporresponsivo e reações alérgicas podem ocorrer, porém são raros.

    • Anafilaxia e manifestações alérgicas são eventos raros e podem ocorrer como reação a qualquer um dos componentes da vacina.

    • Na vacina 13 valente também podem ocorrer diarreia e vômitos

 

Polissacarídica 23 valente

Vermelhidão, edema e dor no local da injeção podem ocorrer sendo mais frequente na revacinação. Em geral, essas manifestações são leves e bem toleradas, com duração de 24 a 48 horas. Reações locais mais intensas (tipo Arthus) também têm sido relatadas após revacinação precoce e parecem estar relacionadas com a presença de altos títulos de anticorpos contra os sorotipos vacinais. Febre baixa, astenia, mialgia, dor nas articulações e cefaleia também podem ocorrer em menos de 1% dos vacinados. Essas manifestações são leves e transitórias, desaparecendo em aproximadamente 24 horas. Anafilaxia e manifestações alérgicas são eventos raros e podem ocorrer como reação a qualquer um dos componentes da vacina.

Alguns aspectos epidemiológicos da infecção por Streptococcus pneumoniae
Agente Etiológico
Modo de Transmissão
 
Período de Incubação
Transmissibilidade

 
Imunidade
Streptococcus pneumoniae 

A transmissão é direta por via aérea (gotículas contaminadas da nasofaringe)
 
Variável, dependendo da imunidade do hospedeiro.
 
Enquanto o pneumococo se mantiver na nasofaringe, até 48 horas após o início do tratamento antimicrobiano
 
É tipo-específica. A vacina conjugada 10 valente confere imunidade a longo prazo