Vacina Contra Poliomielite (VOP e VIP)

Apresentação

  • A vacina oral poliomielite 1, 2, 3 atenuada (VOP) é apresentada sob a forma líquida em frasco multidose. A embalagem depende do laboratório produtor, sendo apresentada, geralmente, em bisnaga conta-gotas de plástico.

  • A vacina injetável poliomielite 1, 2 e 3 inativada (VIP) é apresentada sob a forma líquida em frasco multidose ou em seringa preenchida (monodose).


Composição

  • A VOP é trivalente, ou seja, contém os três tipos de poliovírus 1, 2 e 3. Tem como adjuvante o cloreto de magnésio e como conservantes a estreptomicina e eritromicina, e também polissorbato 80, L-arginina e água destilada.. A vacina usada no Brasil tem a seguinte concentração de partículas virais em cada dose:

    • poliovírus tipo 1: 1.000.000 DICT50;1

    • poliovírus tipo 2: 100.000 DICT50;

    • poliovírus tipo 3: 600.000 DICT50.

  • A VIP também é trivalente, contém os vírus da poliomielite dos tipos 1, 2 e 3, obtidos em cultura celular e inativados por formaldeído.

 

Indicação
As vacinas VOP ou VIP são indicadas para prevenir contra a poliomielite causada por vírus dos tipos 1, 2 e 3.

Contraindicações

  • A VOP é contraindicada nas situações gerais e também nos seguintes casos:

    • Hipersensibilidade sistêmica conhecida a qualquer componente da vacina;

    • Imunodeficiência humoral ou celular congênita ou adquirida, neoplasias, terapia imunossupressora;

    • Poliomielite paralítica associada à dose anterior desta mesma vacina. Nos casos de poliomielite paralítica associada à VOP, está indicada a vacina poliomielite 1, 2 e 3 inativada;

    • Contato domiciliar com pessoas imunodeficientes suscetíveis;

    • Lactentes e crianças internados em unidade de terapia intensiva).

  • A VIP está contraindicada na ocorrência de reação anafilática após o recebimento de qualquer dose da vacina ou aos seus componentes.

Esquema, dose e aplicação
 

  • As vacinas poliomielite 1, 2 e 3 oral atenuada (VOP) e poliomielite 1, 2 e 3 inativada (VIP) integram o esquema sequencial do MS :

    • O esquema sequencial corresponde a três doses iniciais da vacina VIP (aos 2, 4 e 6 meses). Volume 0,5 ml por via intramuscular;

    • E duas doses de reforço com a VOP: aos 15 meses e aos 4 anos de idade. A VOP é administrada por via oral duas gotas. Repita a dose se a criança regurgitar, cuspir ou vomitar.

    • As vacinas podem ser administradas simultaneamente com as demais vacinas dos calendários de vacinação do Ministério da Saúde.

Notas: 

  • A partir de 5 anos de idade:

    • Sem comprovação vacinal: administre três doses da VOP com intervalo de 60 dias entre elas, em um mínimo de 30 dias.

    • Com esquema incompleto: complete o esquema com a VOP. Nesta faixa etária não há necessidade de reforço.

    • Criança filha de mãe HIV positivo deve receber o esquema básico e também os reforços com a vacina VIP, mesmo antes da definição diagnóstica.

Eventos Adversos

VIP

  • Pode ocorrer eritema discreto no local da aplicação (<3%), enduração (<12%) e dor (<30%), geralmente de intensidade leve.
  • Febre moderada pode ocorrer raramente.
  • A anafilaxia é rara. Por conter traços de estreptomicina, neomicina e polimixina B, apresenta risco teórico de reações em pessoas com hipersensibilidade a esses antibióticos.

VOP

  • O principal evento adverso relacionado à VOP é a paralisia pós-vacinal, tanto no vacinado como no comunicante.
  • Em raras ocasiões, particularmente em crianças imunodeficientes, tem sido relatada a ocorrência meningite asséptica e encefalite após a administração da VOP.
  • Raramente pode ocorrer reação de hipersensibilidade, de intensidade leve, aos componentes da vacina tais como urticária, exantema pruriginoso.
Alguns aspectos epidemiológicos da Poliomielite
Agente Etiológico
Modo de Transmissão

 
Período de Incubação
Transmissibilidade
Imunidade
Enterovírus da família picornaviridae, denominado poliovírus de três sorotipos I, II e III.
 
De pessoa a pessoa, pelas secreções nasofaríngeas. Pela água e pelos alimentos contaminados com fezes de doentes ou portadores
Dois a 30 dias
 
Sete a dez dias antes do início dos sintomas, até cerca de seis semanas após.
 
Pelos anticorpos maternos nas primeiras semanas de vida e pela vacina